Observações no caminho de ida e volta do trabalho

– Mesmo pela manhã, período em que grande parte das pessoas costuma tomar banho para ir ao trabalho, era de se esperar que odores esquisitos ainda não estivessem emanando dos sovacos mais afoitos, infelizmente, a premissa não é válida para o metrô paulistano.

– A população de Schnauzers e Poodles nos Jardins é provavelmente maior do que o número de habitantes de ao menos 50% das cidades brasileiras.

– Justamente por causa da superpopulação de cachorros, descer da Paulista até o prédio comercial onde trabalho na Lorena é uma verdadeira corrida de obstáculos por entre cães e seus cocôs.

– A comida daquele restaurante com “Prato Comercial por R$4,00!”, realmente vale quatro reais.

– Um dia os donos de restaurantes baratos de São Paulo se reuniram durante a madrugada em um escuro galpão do Braz e decidiram que dali em diante, qualquer PF viria sempre com uma quantidade estúpida de arroz para que os outros elementos formadores do prato pudessem ser economizados, como o frango, o bife ou a calabresa.

– Gostou daquele tênis, mas a loja só tem um último exemplar e número 41, quando você calça 42? Não caia na conversa da vendedora dizendo que o tênis vai se moldar ao seu pé, principalmente se na volta do seu trabalho você precisar enfrentar seis quadras de subida. Acredite, dói.

Anúncios

5 Responses to “Observações no caminho de ida e volta do trabalho”


  1. 1 Nana - Vizinha até no trabalho março 22, 2006 às 12:49 pm

    São Paulo é um terror.
    Mas até que andar pelos Jardins é bom, vemos algumas caras bonitas. Pensa bem..

  2. 2 karla nazarethhttp://geocities.yahoo.com.br/karlanazareth/ março 22, 2006 às 1:16 pm

    acho que sobre os cachorros, eu queria algo assim. uma lei q permitisse os donos levarem seus bichos pra defecar na grama. tão e somente. resolveria o problema da inutilidade das placas “não pise na grama”.

    aqui, passo por uma rua, proximo a doca, tb tenho de desviar dos presentinhos no chão.

  3. 3 Eder março 22, 2006 às 8:46 pm

    O problema não é a merda dos cachorros. É quando chove e tu fica escorregando na descida….E aquela subida sempre é foda! Eu sempre faço tipo uma escadinha, subo um quarteirão, corto uma rua, subo e corto, até chegar na Paulista….é a mesma merda, eu ando mais, mas não sei porque eu acho q a subida é mais tranquila hehehe
    Abraços!

  4. 4 Anna Carlahttp://levianna.blogspot.com março 23, 2006 às 6:14 pm

    Esses odores te perseguem, hein?! Seriam os paulistas os mais novos franceses?!
    =)
    Beijos!

  5. 5 Natalia Brabohttp://nataliabrabo.blogspot.com março 26, 2006 às 3:56 am

    Você compra pares de sapatos menores do que o seu pé e depois anda quem nem pato por causa do calo? Você vai pra determinados lugares pra tomar um “banho de loja”? Diz que comeu uma saladinha no fast food mais disputado, mas acaba arrotando a galinha da PF mais “em conta” de são paulo? Sempre fica imprensado entre uma mocoronga e um vendedor de goma pra cabelo no metrô? Você faz de tudo pra ir a uma festa mixuruca, mas depois que sabe que ela é mixuruca desiste de ir e fica em casa assistindo novela? Mistura todas as bebedas da festa e não percebe que está sendo evitado até pela faxineira do dia seguinte? HEY. Você é um dos nossos! Joselito power fashion model week. Aguarde.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: