A banda – 1

Não toco nada e canto muito mal, mas preciso montar uma banda. A formação de um conjunto musical é a garantia de tempos sexualmente ativos com esforço intelectual mínimo para a conquista da fêmea. Basta uma pose ensaiada no palco, um corte de cabelo desleixado e roupas idem. Toco ou finjo que canto durante uma hora e meia e pronto, escolho uma das gatinhas próximas ao palco e a levo para um local mais confortável onde eu possa mostrar todo o talento de meu Djavan para a moça.

– Alô.

– Alô, é você que tava procurando um baterista?

– Sim, sou eu.

– Tudo beleza? Meu nome é Mirtes, toco na noite tem uns anos e to sem banda. Você quer montar banda de que?

– Pera lá, seu nome é Mirtes, mas você tem voz de homem…

– Pois é, eu sou homem…

– Já pensou em usar um apelido? A banda vai ser de rock, como é que vamos apresentar um baterista chamado Mirtes?

– Pô cara, eu não tenho apelido…

– Vamos arrumar um! Você é gordo, magro, alto, baixo?

– Cara, você vai me barrar por causa do nome e sem me ouvir tocar?

– Mas você não quer um apelido?

– Não, eu gosto do meu nome.

– Mas cara, seu nome é Mirtes!

– Homenagem da minha mãe.

– Pra quem? Pro seu avô? Não me diz que o nome dele era Mirtes…

– Não, era uma personagem da Suzana Vieira, minha mãe é fã.

– Cara, na real é o seguinte: eu não toco nada, canto mal pra cacete e ainda não tenho nem o nome da banda, quero formar uma simplesmente pra comer mulher e não posso ter um baterista chamado Mirtes porque vão pensar que a banda é uma piada, sacou?

– Eu sei fazer todas as viradas do Rappa, se a banda é de rock você vai ter que tocar o Rappa.

– Não vai ser banda cover, mesmo assim, quem disse que O Rappa é rock?

– Você que vai cantar? Vocalista que não canta O Rappa não come ninguém.

– O Mick Jagger não sabe nem o que é Rappa e comeu a Luciana Gimenez, entre outras centenas.

– É, mas comeu até o David Bowie, é isso que você quer? Olha lá cara…canta comigo agora “A minha alma tá armada e apontada para cara do sossego…”

– Chega Mirtes, porra! Você tem todo o equipamento? Vamos marcar um ensaio, tá bom assim?

– Sem apelido?

– Sem apelido e sem Rappa.

– Mas por que?

– Porque a banda não é cover, porra!

– Mas até a Maria Rita canta O Rappa.

– Grandes merdas.

– Só uma vai? “Me deixaaaaaa, que hoje eu tô de bobeira, bobeiraaaa…”

– Mirtes, o ensaio é hoje às oito, não se atrase. Tchau.

Anúncios

2 Responses to “A banda – 1”


  1. 1 O Amigo da Vizinhançahttp://www.gardenal.org/ressacamoral maio 31, 2006 às 11:34 am

    Rappa Cover

  2. 2 Renatinhahttp://desculpefoiengano.blogspot.com maio 31, 2006 às 12:03 pm

    Já te disseram que tu és um exímio contador de histórias?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: