Livros de auto-ajuda que não deram certo

Esse é velho, acho que de 2004. Saiu na Sexy, nos tempos do Aran, antes dele curtir a boa vida da Playboy.

Eu sou um queijo. Quem me comeu?
Lições de como não ser devorado sendo um queijo. Fracasso de vendas devido ao fato dos queijos não saberem ler.

129 maneiras de matar pessoas altamente felizes
A princípio um sucesso de vendas. Afinal, ninguém suporta uma pessoa altamente feliz ao seu lado. O autor ficou milionário e virou um homem altamente feliz. Foi assassinado pouco depois.

Os 20 segredos das pessoas realmente bacanas
O autor foi processado por um leitor, pois se eram segredos, os mesmos não poderiam ser revelados.

Eu quero ficar numa boa
Livro de auto-ajuda escrito pela jamaicana Mary Juana Nice Trip. Ao final do livro, o leitor o destruía enrolando as páginas para fazer cigarros esquisitos.

A vitória da semente
História sobre como fazer sementes de feijão vencerem competições esportivas. Fracasso de vendas devido aos grãos de soja transgênica terem dominado as principais modalidades nos últimos anos.

Stupid White Women
O autor foi criado com sua avó em um pequeno apartamento e é professor de pintura em porcelana. Odeia mulheres e lançou ainda Stupid Black Women, Stupid Yellow Women e Stupid Blue Women. A editora tirou todos de circulação após denúncias de racismo feitas por mulheres verdes que não foram contempladas com um volume especial.

45 fantasias de bichos fofinhos que deixam as mulheres loucas de desejos na cama
A autora incluiu a fantasia de foca espécie Mink, levando os ambientalistas do Greenpeace à loucura e fazendo com que a editora retirasse o volume das prateleiras. Os ativistas dizem que focas Minks não podem comer bacalhau em hipótese alguma para não desequilibrar o ecossistema.

Anúncios

2 Responses to “Livros de auto-ajuda que não deram certo”


  1. 1 Madel fevereiro 27, 2007 às 8:33 am

    Soube de um autor que escreveu “Basta! Como se livrar dos livros de auto-ajuda”. O conteúdo era ótimo e funcionava; assim, tornou-se um fracasso de vendas.

  2. 2 karla nazareth fevereiro 28, 2007 às 12:23 am

    certa vez, em um relacionamento conturbado, apelei para um livro de auto-ajuda intitulado, “aprendendo a lidar com a raiva”. excelente! durante uma violenta discussão, arremessei o livro na cara dele e a relação terminou na hora. desde então minha vida virou um paraíso.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: