Pela cozinha, qualquer coisa grite

Não conformado, liguei.

 

– Volta pra cá…

 

– Não.

 

– Mas por que?

 

– Você chegou bêbado, revirou as panelas, tirou a roupa no meio da cozinha e foi dormir.

 

– Er…claro, eu tava bêbado. Estranho seria se eu carregasse você até a cama, acendesse um incenso e desse três sem tirar.

 

– Eu só não entendi as panelas reviradas, o resto já era esperado. Me liga na quarta, beijo.

 

– Beijo.

 

O final de semana chegava ao fim sem deixar saudades, mas ainda com uma última traquinagem na fila. A promoção dizia: pizza grande + refrigerante de dois litros por R$10,00. Pedi meia mussarela, meia calabresa sem cebola e guaraná Dolly.

 

A metade calabresa veio entupida de cebola e o refrigerante enviado foi o Dolly Cola.

 

Resignado, comi.

Anúncios

0 Responses to “Pela cozinha, qualquer coisa grite”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: