Sem TV indica

Quase um mês sem TV e não percebo mais sua falta, menos aos domingos. Estranho andar pela casa sem o som no fundo, sem uma imagem em movimento chamando minha atenção entre uma ida na cozinha e um telefone tocando. Até me viro bem sem os telejornais – vício antigo, programas inúteis do People&Arts e outros mais prestativos do GNT. Poderia instalar uma antena velha no aparelho e assistir os canais abertos, mas na TV aberta só assisto exatamente os telejornais e programas de televendas, não vale a pena o esforço de afastar os móveis e adentrar aquele emaranhado de cabos e fios dos bastidores para tal fim. Enquanto isso, a NET me deixa 20, 30 minutos esperando ao som de chamadas publicitárias. Quando a primeira voz humana fala comigo ao vivo, pergunta novamente as mesmas coisas que já respondi em ligações anteriores, ignorando minhas frases parecidas com “o procedimento que você vai realizar por aí para desbloquear o meu decodificador já foi tentando dezenas de vezes, eu gostaria de agendar uma visita técnica na minha casa, por favor”. Eles não resolvem, eu não pago, pior pra eles, estou aprendendo a viver sem o produto que os sustenta, demorem mais e logo estarei livre.

Sobra mais tempo para navegação e, minha leitura de blogs que já era compulsiva, torna-se praticamente uma sociopatia. Aquela sensação de descobrir um blog novo onde praticamente todos os posts atraem sua atenção traz um conforto, um alívio por saber que tenho mais uma distração para momentos de ócio corporativo ou insônia doméstica. Hoje achei mais um exemplar para o meu criado mudo: Idéias na Janela, da Kandy. Achei um link para este post no Fiapo de Jaca e acabei lendo tudo que meu tempo permitiu por lá.

Como também adoro acompanhar e ler sobre política – e em blogs essa leitura é bem mais interessante, pois você tem acesso a muito mais entrelinhas – foi com grande atraso e positiva surpresa que descobri o Quinta Emenda, do publicitário Juvêncio Arruda, pai de uma querida amiga e que escreve basicamente sobre os bastidores do poder no meu país de origem, o Pará. Baseado também no mesmo solo, está o Polaroads, do jornalista e escritor Edyr Proença, também meu conterrâneo. Minhas idéias nem sempre coincidem com as dele, mas ler opiniões políticas e culturais de quem está anos-luz à sua frente nos dois assuntos provoca sempre boas reflexões.

Xico Sá é leitura diária pessoal obrigatória e provavelmente minha maior influência escrita já há algum tempo. Seu blog no No Mínimo traz crônicas e rápidos olhares sobre a vida paulistana que todos levamos, como este post da semana passada, em minha modesta opinião, uma pequenina obrinha-prima de crônica jornalística. Em seu blog pessoal, temos crônicas e contos diversificados, safados e cafajestes. Ele também escreve na Piauí, Rolling Stone, sites menos cotados e claro, livros, que você pode encontrar nas livrarias virtuais da vida, não indico nenhuma porque não ganho pra isso.

Notinha pra fechar o post: tocando desesperadamente no iPod Living in Hell, disco bootleg do AC/DC de 79. Bon Scott, meses antes de morrer, piradíssimo nos vocais. Qualidade de gravação oficial, procure por aí.

Anúncios

2 Responses to “Sem TV indica”


  1. 1 Kandy maio 30, 2007 às 8:37 pm

    Olá, Doda! Puxa, que legal ler seu comentário no Idéias e, mais ainda, vir aqui para agradecer e deparar-me com uma indicação no seu texto. Obrigada! Vou ler você aqui (tem muita coisa pra ler, noooosssaaaa!) e estou de janelas, ops, de portas abertas para novos contatos com você. Ler quem escreve bem é sempre uma atividade gratificante! :-)

  2. 2 Rodrigo Lupatini maio 30, 2007 às 9:31 pm

    Minha nossa!
    Valeu pela dica do Living in Hell.

    Está a caminho já.

    ;)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: