No caminho

– Tá quente, heim?

– …

– Maria Eliza, eu disse que está quente hoje.

– Se você já disse…

– Você não vai dizer nada? Concordar, discordar, comentar que está mais quente que ontem?

– Era uma afirmação ou uma pergunta retórica, certo? O que você quer ouvir? Se você já definiu que está quente, não tenho nada a acrescentar, que saco!

– Mas, mas…era só pra puxar assunto.

– E você não tem absolutamente nada mais interessante para instigar uma conversa, Carlos Alberto? Olha, o planeta tem cerca de 4 bilhões de anos. Durante esse tempo, o clima sofreu inúmeras modificações dependendo do que acontecia geologicamente por aqui, mas o tempo que estamos eu, você e a nossa espécie nesse mundo, não nos permite fazer muito mais do que 4 observações relevantes a respeito do assunto, que a meu ver são: está quente, está frio, está chovendo ou está fazendo sol…

– Mas, Maria Eliza…

– Não me interrompe, Carlos Alberto, porra! Porque se você não consegue formular UMA droga de um comentário meteorológico mais profundo do que os 4 conceitos que acabei de listar, você deveria calar essa boca e continuar dirigindo esta merda!

– …

– Humpf!

– 36 prestações…36 prestações, sabia? Essa merda que estou dirigindo foi dividida em 36 prestações das quais eu só paguei 4!

– E?

– São mais 32 meses nos quais me sobrarão mais ou menos 25 reais por mês para gastos com outras coisas que não são obrigações, com esse dinheiro eu posso pedir uma pizza ou comprar três revistas, no máximo um livro, ou alugar 4 filmes o que…

– E além do churrasco pelos 10 anos de formatura da sua turma de administração com ênfase em comércio exterior onde diabos você quer chegar com essa conversa?

– Não me interrompe, Maria Eliza, caralho! Porque durante mais 32 meses eu vou ter 25 reais mensais pra tentar arranjar outros assuntos com você que não sejam uma conta ou a porra da maldita expectativa por uma frente fria uruguaia que vai deixar a temperatura um pouco mais agradável para que eu suporte a sua presença nesse mundo!

– Argentina, Carlos Alberto, as frentes frias são argentinas, o Uruguai é do tamanho de Sergipe, não cabe uma frente fria lá…

– Por favor, Maria Eliza, vamos ficar calados.

5 minutos depois.

– Carlos Alberto, você acha que o Antonio Ermírio de Moraes sabe a temperatura que está fazendo hoje?

– Sei lá Maria Eliza, não combinamos ficar calados?

– Eu não, quem falou nisso foi você…mas então, e o Antonio Ermírio?

– Ah, sei lá, ele deve saber, ricos sabem de um monte de coisas, por exemplo, quem acerta na loteria sabia seis números e ficou rico, mas…por que você tá perguntando isso?

– Porque acho que esses assuntos de clima são coisa de quem não faz diferença no mundo, como você, um João Ninguém apertado pra pagar um Corsa 98/99 em 36 meses. Tipo, enquanto seu carro bóia na marginal e você conclui que está chovendo, o Antonio Ermírio está pensando em como comprar o Equador hoje e revender na quinta com uma margem de lucro de 45%.

– É, analisando pela lógica dos meus 25 reais mensais de superávit, faz sentido. Ele tem muito mais dinheiro pra diversificar a pauta das conversas cotidianas do que eu…droga, era tudo tão mais fácil quando eu e você falávamos apenas sobre quem pagaria o cinema ou quais lugares do apartamento ainda não havíamos transado.

– E olha que você morava em um cubículo.

– Pois é, não tinha espaço pra falar do tempo.

Anúncios

4 Responses to “No caminho”


  1. 1 Fanny outubro 15, 2007 às 12:06 pm

    UHAHUAHUUHAUHAHU

    Sexo é a solução para os casais.
    Sexo e não manter diálogos, afinal de contas, se o sexo é bom para que se quer falar?

  2. 2 Mrs. outubro 16, 2007 às 3:39 pm

    Hehehe muito bom! Uma vez fiz um conto meio que parecido, mas com outro tema, chama Um dia de TPM, dá uma olhadinha lá no meu blog…
    Bjos

  3. 3 Maíra outubro 18, 2007 às 12:00 pm

    Vou anotar algumas frases para usar nas conversas de elevador hahaha
    :-)

  4. 4 Kandy outubro 24, 2007 às 12:17 pm

    Adorei ler esse conto! De um humor muito gostoso! “O Uruguai é do tamanho de Sergipe e não cabe frente fria lá” é otimo! Vai para a minha coleção de coisas que valem a pena ler sempre. ;-)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: