A Cleyze tem Orkut

Essa notícia confirma o que está sendo percebido há coisa de um ano, ano e meio por qualquer navegador mais atento.

Basta ficar ligado nos comentários de blog e seu novo português, nos perfis menos elaborados (ou elaborados demais, dependendo do ponto de observação) dominando o Orkut ou – um pouco dos dois – observar a estética texto-visual dos flogões da vida.

Sem preconceitos bobos nessa hora, pro lixo os comentários afetadinhos e pretensamente bem humorados a respeito da “maldita inclusão digital” ou sobre como “a internet não devia ser para todos”. Vale rir da tosqueira do mundo? Claro, sempre. Mas reclamar de um processo inevitável é por demais inútil.

O filho da diarista está no Orkut e acompanha Lost (pela gatonet ou comprando DVD pirata com torrents gravados, mas acompanha). Ele pode ainda não ter computador em casa e uma banda larga relativamente barata à sua disposição, mas a situação será bem diferente em – no máximo – dois anos.

Já consumindo conteúdo (ás vezes o mesmo conteúdo) da mesma maneira que os “playboys” da sua idade, pergunto: quando for um pouco mais velho, o filho da diarista vai acompanhar uma novela das 8? Ainda aceitará um comercial de 30” interrompendo seu entretenimento? Vai dar alguma atenção pro Jack Bauer dublado, duas temporadas atrasado e exibido naquele horário ingrato?

Mais ou menos sabemos as respostas para perguntas desse tipo quando aplicadas às classes A e B, mas parece que as empresas grandalhonas a quem essas mesmas respostas mais interessam, em sua maioria, ainda não estão preparadas para a realidade de que o modo como os mais pobres consomem entretenimento, informação e propaganda está à beira da mesma mudança drástica que já afetou, ainda afeta e vai continuar afetando as classes mais abastadas.

Anúncios

1 Response to “A Cleyze tem Orkut”


  1. 1 Irmã março 26, 2008 às 8:21 pm

    A pergunta em voga agora é como se adaptar a um novo Brasil em que as classes C, D e E já respondem por metade do consumo do país. A Natura, por exemplo, perdeu a liderança pra Avon por não ter uma estratégia de marketing para as classes C e D. O filho da diarista lá de casa acessa sim a internet, tem orkut, está criando o seu blog e fala em fazer um video da banda da sua igreja pra colocar no you tube…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

  • Esse moleiro do Chile é um gonstro 5 hours ago
  • O melhor lugar do mundo é dentro de um abraço 🤗 6 hours ago
  • Para quem gosta de cultura jovem atual a pedida é a série teen Netflix "13th Why" que traz os pormenores em -quem diria- fitas cacetes! 8 hours ago
  • Oi meu tutorial de make 8 hours ago
  • Ai um evento de jazz ao ar livre bem no meio do seu cu 9 hours ago
  • Não deixe de conhecer a praia Barceloneta em Barcelona, uma das praias mais badaladas da capital catalã e destino da maior parte dos turista 9 hours ago
  • o pelo do meu cachorro tá um absurdo de macio, está de parabéns 1 day ago
  • Hmmmm, como eu gosto de passar fax...o encaixe do papel no trilho, o barulhinho do sinal no outro lado, a rasgadinha no papel da confirmação 1 day ago

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: