O cristal é líquido e o plasma é um bocó

Televisão, notebook, desktop, celular, iPod, câmera digital, caixa eletrônico, mídia do metrô, PSP.

São muitas telas por dia e quanto mais dinheiro se ganha, mais telas entram na conta.

Os que possuem rendimentos de menor musculatura tem quantidade inferior de telas à disposição, então estão menos expostos às radiações e luminosidades que as mesmas emitem e teriam menor possibilidade de desenvolver problemas de vista e coisas mais graves que ainda não foram comprovadas, como o câncer de retina e as lágrimas de crocodilo.

Porém, caso o organismo dos muito expostos esteja criando uma resistência aos efeitos nocivos da exposição excessiva, estariam os pouco expostos perdendo o bonde da evolução?

E mesmo com as dezenas de pontos obscuros a respeito do seu consumo, as telas seguem desejadas. Todos querem mais telas.

Muitos parcelam telas gigantes em trinta e duas ou mais absurdas prestações e, no total, poderiam ter comprado até mais que uma dessas telonas, quem sabe um monte de telinhas e isso tudo foi baseado em especulações absolutamente carentes de fundamento.

Anúncios

1 Response to “O cristal é líquido e o plasma é um bocó”


  1. 1 Dom Violeto maio 9, 2008 às 5:00 pm

    criativos mesmo os seus textos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: