“Point of change”

Tem aquele chefe que faz uma viagem “pra um congresso” e quando volta reúne o pessoal pra dizer o que viu.

Ele faz um resumo em ppt, mostra cases fantásticos, a trajetória de grandes caras que fizeram grandes coisas, o escritório da empresa X e o da Y (“olha só que loucura, tem um fliperama, uma máquina de chocolate e quem tem cachorro pode até levar o bicho pra lá”).

Aí acaba a apresentação, o pessoal come uns salgadinhos de queijo e presunto, escolhe se bebe suco de acerola ou abacaxi e depois volta pras suas mesas.

Aproveitando o embalo de mudança, até sexta o chefe prometeu divulgar um novo plano estratégico “que vai ser bom pra todo mundo: pra empresa, pros clientes, mas principalmente pros colaboradores”, vai ter nome em inglês e tudo, uma consultoria está envolvida.

A primeira medida diz respeito aos horários de chegada e saída do pessoal. “Vamos organizar isso aí porque do jeito que tá não pode continuar”.

Anúncios

5 Responses to ““Point of change””


  1. 1 Rodrigo Lupatini julho 1, 2008 às 9:51 am

    Eu vivo reclamando da minha cidade. A capital que mais parece cidade do interior.

    Mas quanto mais eu vivo, mais eu vejo que não importa se você trabalha/mora na maior metrópole do mundo ou no menor vilarejo do mundo. Sempre vai ter coisas como esta do post.

    Viva nóis! Viva tudo! Viva o Chico Barrigudo!
    Êta.

  2. 2 MartaTrama julho 1, 2008 às 4:41 pm

    Chinfrim…

    E as “confraternizações” de fim de ano que ninguém quer ir e que sempre têm lugar num sítio alugado que fica invariavelmente no cu do mundo? A “van” pega todo mundo lá na Paulista às 7 da manhã.

  3. 3 Doda julho 1, 2008 às 5:28 pm

    lupa,
    soube que semana passada aconteceu algo assim na agência de um amigo meu, justamente uma das mais bombadas e admiradas do mercado. como sempre digo: mediocridade não é pra todo mundo, é pro mundo todo mesmo.

    marta,
    pior quando só você não quer ir pra tal confraternização e todo o pessoal do escritório está empolgadíssimo.

  4. 4 flávia julho 2, 2008 às 12:26 am

    Meu Deus! Acabo de vir de um “evento(?) pós-expediente” obrigada pelo chefe, onde os quitutes servidos eram (ahá) a famosa iguaria queijo, presunto, queijo, presunto e cereja no palito de dente e suco de acerola e abacaxi, com hortelã, é claro. É mais hype.
    Esse post pareceu um episódio de the office.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

  • Olha a cara desse safado desse urso https://t.co/8vjMW8QaN3 9 hours ago
  • Que ódio quando as filas estão grandes e vem um funcionário abrir mais um caixa e fica aquele constrangimento de quem vai primeiro no novo 10 hours ago
  • Vai a Nova York nos meses de outono e inverno?? Esqueça bermudas! A Big Apple só costuma ter dias mais quentes nos meses de verão... 13 hours ago
  • impressionado com esse Youtube, tem tudo que você quiser de audiovisual por lá, vídeos sobre tudo! 14 hours ago
  • RT @IdeaFixa: Beijo não se abrevia. 19 hours ago
  • Tragam 27 Oscares para Tatá Werneck pela entrevista com o especialista arqueólogo 1 day ago
  • Nada é melhor que Tatá Werneck neste momento no Brasil 1 day ago
  • Caralho, a Tatá Werneck com o Caio Castro tá um Uruguai e Gana da copa de 2010 1 day ago

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: