Diminuto tamanho

Os dias passam e a pequenez continua mostrando que é o elemento mais abundante no planeta.

Os grandes vencedores da história contam sempre com a pequenez para triunfar. E não estamos falando de César ou Átila, esses são vencedores raros, que pisam na terra de vez em quando apenas.

Vencedores comuns, em maior número por aí, sabem que a vida é curtinha, rápida o suficiente para focar apenas o que interessa e tentar sair da empreitada ileso.

Pra ficar somente em exemplos pouco nobres, imagina um Barbalho ou Sarney brigando em caixa de comentário de blog, enviando e-mail indignado com a situação dos direitos humanos na China ou fazendo campanha na mídia contra a proibição de placas de outdoor nas ruas de São Paulo?

Não, isso é ocupação das massas, miudezas que, infelizmente, esses caras tiveram talento pra sacar.

Isso porque a parte mais difícil da pequenez é identificá-la.

O problema é que, na maioria dos casos, as pessoas classificam tudo como muito grande, quando a saída é justamente pensar o mundo como um lugar povoado de coisas pequenas.

A partir daí pode-se começar uma seleção do que é um pouco maior, do que é mais crescidinho e, aí sim, achar coisas grandes. Que são bem poucas, é bom lembrar.

Anúncios

0 Responses to “Diminuto tamanho”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: