Cabelo ruim e tatuagem manjada

Quase fui um universitário classe média culturete. Escapei por muito pouco, graças à minha miopia social à época. Não enxerguei divisões de tribo, mas percebi a tempo quais meninas eram as mais cheirosas.

Mas o mais chato do universitário classe média culturete sem dúvida é seu gosto musical. Uma histórica mania de idolatrar artistas picaretas que traduzem sua originalidade de boteco em três erres: raiz, resgate e raiva.

Raiz. É como classificam a cultura que propagam.

Resgate. Eles dizem promover. Sim, da tal cultura de raiz.

Raiva. Eles disfarçam, mas sentem. Seria o antigo “ódio contra o sistema”, mas como nesse mundo de cultura fragmentada ninguém mais sabe apontar onde diabos está – ou se ainda existe – o tal “sistema”, fica claro que o sentimento externado é a mesma velha raiva de sempre, ou seja, a raiva de quem você mesmo já foi um dia ou daqueles que cometeram, apenas, o erro de ser diferentes.

Plus: como já demonstrado outras vezes aqui e no Ressaca, fazer letra picareta é mais fácil que postar bobagem em blog. Se todos fizerem suas próprias composições ruins, ninguém mais precisará aguentar esse tipo de artista. A minha parte estou cumprindo. Saca só a pretensão vazia que não pára em pé.

Enche, seca e altar
(Dodel do Sovaco Emplumado)

Hoje o mato pega zabumba, zé pereira
Afresco, chicote, maracatu, maria tonteira

O vento sopra e amorde o lamaçal
Sertanejo vira pássaro
sonha com a água, come mal

Quem disse foi Simião menino
Aquele das perna de barro
Dos cambito franzino

Por essa terra o amor já miou
Mas nesse mundo de secura
Um amante por paixão cegou

Cabana bacana
Não acaba na boa

Anúncios

3 Responses to “Cabelo ruim e tatuagem manjada”


  1. 1 Wilson Cremonese agosto 26, 2008 às 1:39 pm

    Garoto, garoto.
    Conheço um núbio amigo teu que tem cabelo ruim e tatuagem das mais manjadas. Tenho certeza que esse post foi endereçado a esse cara sem graça.
    Abraço.

  2. 2 fran agosto 27, 2008 às 6:35 pm

    hauhuahuahuahuhuahuh
    curti a letra. Posso musicar? Vou por uns berimbaus sistetizados, uma zabumba com tamborins e guitarras distorcidas em meio a toques de vibrafone. ÇUÇEÇO garantido.
    vamo estorá nas parada. Ah, nao esquece de fazer uns dread no cabelo tb.

  3. 3 Fernanda novembro 18, 2009 às 4:06 pm

    Me amarrei nesse post.

    essa classe média culturete é foda, mesmo…
    Escapei disso por um triz tbm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: