Vulgo

Bons apelidos não são artigo farto no mundo. Se todo mundo conseguisse um apelido legal, a primordial função da coisa – a diferenciação por meio de uma alcunha criativa – seria perdida.

Mas tem gente que não se conforma. Por ter nome esquecível, incomum ou constrangedor, não é difícil encontrar quem tenta se autocolocar um apelido.

Sim, parece óbvio que os melhores apelidos surgem espontaneamente, mas vai explicar isso para os inconformados da autonomeação, esses necessitados de estima, desesperados de batismo.

Não incentive essa prática irritante.

Ao notar um Ednílson forçando um Eddie, não aceite e quando precisar chamá-lo, só de sacanagem, carregue bem no “Ílson”.

Ainda pior é quem almeja incluir nesse apelido uma suposta (e geralmente vaguíssima) semelhança com famosos, como é o caso da Carolzinha S.Bullock ou da Paty SPEARS.

Exemplos como esse só merecem respeito se houver coragem suficiente para assumir-se como sósia de celebridade feia.

“Meu nome é Derval, mas pode me chamar de Stênio.”

“Oi, eu sou a Gláucia, agora vou colocar os óculos e…prazer, Luiza Erundina.”

Aí sim.

Anúncios

2 Responses to “Vulgo”


  1. 1 Pedro outubro 14, 2008 às 9:46 am

    Mais fácil um cara parecer a Erundina do que uma mulher, mano.

  2. 2 Karla Nazareth outubro 14, 2008 às 1:40 pm

    Tenho um amigo que se chama Tony e o apelidamos de Antônio.

    Doda: ishtáile


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: