Insãnu

Corria 1997 e o Chevette era SL/E 89/90. No toca-fita de gaveta, cassetes Basf e TDK guardavam estranhas seleções desprovidas de sentido.

Chão de Giz na versão do primeiro Grande Encontro conseguia dividir rolos com Titãs de Cabeças Dinossauros a Acústicos.

Perdidos, Angus Young e Bon Scott não faziam a mínima idéia do que faziam ao lado de Song 2.

E no caminho para o inferninho da Alcindo Cacela quase na esquina com a José Malcher, os alto-falantes do prateado sedã de entrada cuspiam a única coisa divertida – mas não necessariamente boa – produzida por Maria do Relento.

Anúncios

4 Responses to “Insãnu”


  1. 1 Helio novembro 18, 2008 às 9:16 am

    Essa música foi a que eu sempre quis pedir no Teleguiado. Mas o Cazé nunca me atendeu :(

  2. 2 Lilian - Achados do Dia novembro 18, 2008 às 11:24 am

    fico despressionada com a tua memória!
    Desenterrar a Insanu foi um chute no culhão que não tenho!!
    é-gu-a!!!

  3. 3 Carol novembro 18, 2008 às 5:52 pm

    A Insãnu marcou a minha adolescência!
    Eu ia fugida pra lá, porque claro, com 13 anos ir pra lá era um tabu na minha casa.
    Adorei essa lembrança!
    E o mais engraçado é que nenhum empreendimento vingou lá naquele lugar. Será que a alma penada do bom e velho rockn’ roll assombra o recinto?

  4. 4 Emanuel novembro 18, 2008 às 8:04 pm

    Égua! Insãnu! Eu acho que cheguei a ir contigo na época de convênio, não? Po, lá era legal. Por que será que boate rock/pop não dura nessa cidade???


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: