Lá fora ela cai

Jamais esquecerei da pesada carga dramática empregada por Bruno Gouveia, vocalista do Biquini Cavadão, na versão ao vivo da banda para Chove Chuva.

“Hoje eu vou fazer uma prece pra Deus…Jorge Benjooor!!!” é sem dúvida o segundo momento mais afetado da história do pop-porcaria nacional em todos os tempos (o primeiro lugar ainda não foi definido, mas certamente será ocupado por Mallu Magalhães em algum momento entre 2009 e 2012).

Lembro então do carnaval de 1997 ou ano adjacente. Em cima do trio, na ilha do mosqueiro, uma banda dessas animadas genéricas guardava o hit exatamente para o momento em que a chuva caísse.

E caiu. A multidão movida a batida de maracujá e Cerpa quente então cantava ensandecida a versão do cover executada pela banda sem personalidade, “chove chuvaaaaa, chove sem paraaaarr.”

Alguns metros abaixo, no asfalto, à minha frente uma manauara entoava a letra de olhinhos fechados. Sabia que ela era de Manaus porque minutos antes estávamos nos conhecendo melhor e nos tornando bons amigos.

Houve o amasso.

Ela era feia, mas era carnaval.

Anúncios

0 Responses to “Lá fora ela cai”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: