Você foi marcado no álbum Almocinho Delícia

A cultura do consumo sofisticado ganhou nos últimos anos novas ferramentas para potencializar sua maior característica: a afirmação da personalidade do consumidor por meio da exposição da compra aos seus pares.

Smartphones e recursos bunda-moles de redes sociais agora permitem exibição instantânea do caríssimo prato pedido no restaurante da moda, uma bela foto do desajeitado livro da Taschen que jamais será folheado ou o comentário despretensioso a respeito do agradável esforço despejado na modalidade esportiva mais hypada da semana.

Beleza, já havíamos percebido o crescimento do fenômeno e, mentalmente ou pelas costas, já estávamos na função de xingamento mental dos praticantes de tal arte. O que motiva minha indignação atual é perceber um movimento ainda silencioso, mais ou menos involuntário, mas não menos perigoso de moemização do país.

Com os novos trocados pingando na conta nos últimos tempos, a classe C passou a tomar iogurte e parcelar celtas em 13 anos, quem era ou chegou na classe B só fala de Buenos Aires e, para a galera A, que já fazia tudo isso e muito mais com maior destreza, restou o sagrado objetivo de higienizar com filtros anti-pobreza cada metro quadrado por onde caminham, enchendo de madeira e metal as fachadas de estabelecimentos cada vez mais batizados com “erias” ao final de seus nomes.

É a eclosão do termo e da cultura Coxinha que todos estamos presenciando, a ponta da pirâmide mostrando a força da grana que ergue e destrói coisas cafonas, é a minha total perda de rumo do assunto inicialmente tratado nesta observação textual, tudo motivado por uma insana mescla de escárnio, ódio e falso desdém contra tudo isso que eventualmente está aí.

2 Responses to “Você foi marcado no álbum Almocinho Delícia”


  1. 1 Fran agosto 30, 2011 às 8:38 pm

    marcar vc no album “laje cas colega” ninguem qué.

  2. 2 Camila agosto 31, 2011 às 3:56 pm

    Faltou a categoria mães corujas, que postam fotos das crianças de 5 em 5 minutos e que filhos de 3 anos ouvem rock alternativo (pedem inclusive pra trocar a rádio de pagode) e lêem Foucault. Mas eu me enquadro em algumas aí, ou seja, não sirvo mais pra ti. Vou te desmarcar no meu albúm “Por aí”.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Fitas pessoais e umas opiniões definitivas incertas. Qualquer coisa, dá um alô no doda.doda@gmail.com

@dodavilhena

  • não dá mais pra escutar black keys sem pensar que é banda de patricindies e mauricindies 1 day ago
  • você prefere A PRIORI ou A POSTERIORI 1 day ago
  • comprei um tênis em uma LOJA FÍSICA como no tempo em que DONDON jogava no ANDARAÍ. 1 day ago
  • isso a gente combate sabe como? com in-for-ma-ção 1 day ago
  • GENTE!! agora eu quero ler as listas de melhores livros de vcs em 20161' 2 days ago

Encontre

Arquivão


%d blogueiros gostam disto: